(31) 3972-9452 / (31) 9 9124-8598

Se dar uma guinada no seu escritório de advocacia é uma das metas para este ano de 2020, então, continue a leitura do artigo de hoje. Aproveitando que o Carnaval acabou e agora o ano começou de verdade, vamos abordar 6 passos para você planejar as metas do seu negócio jurídico de forma estratégica e assertiva.

Como planejar as metas para seu escritório de advocacia?

Para que seu escritório de advocacia alcance todos objetivos, é fundamental que as metas sejam planejadas levando-se em conta ações de curto, médio e longo prazo. Do contrário, você pode perder o foco, sobretudo, em meio às várias tarefas próprias da rotina da Advocacia.

Por falar em rotina, a sua, como de qualquer outro escritório ou advogado, deve ser bem corrida, não é mesmo? É por isso mesmo que objetivos claros e ações bem definidas fazem toda diferença, seja para otimizar o cumprimento quanto para o sucesso das metas.

Planejar metas não tem nada a ver com escrever medidas aleatórias em um calendário ou agenda. Traçar planos envolve estratégias. Por isso, você tem que saber exatamente quais as necessidades do seu escritório e, assim, agir de forma inteligente e assertiva.

Para facilitar a sua vida de advogado gestor, fizemos um passo-a-passo para ajudá-lo a planejar as metas para o seu negócio em 2020.

1º Estabeleça um cenário realista

Sua meta não tem que ser embasada no que a maioria está fazendo. E muito menos sobre a percepção que você tem da concorrência. Talvez o segredo do sucesso para seu escritório não seja dobrar o número de clientes. Ou mesmo investir em em um novo segmento só porque é tendência no meio jurídico.

Qual o cenário atual do seu escritório de advocacia? Número de clientes ativos, ticket médio, índice de inadimplência… Esses são alguns dos dados que você precisa avaliar para criar um plano de metas mais assertivo. Ter um panorama realista do seu escritório de advocacia é, portanto, o primeiro passo para planejar metas. Você só conseguirá definir seus próximos objetivos se tiver clareza do lugar em que ocupa no momento.

É por isso que você deve investir em um software jurídico. Como a ferramenta centraliza todas as informações, tarefas e atualizações referentes aos processos do seu cliente, fica muito mais fácil ter um panorama geral dos dados. E, claro, converter todos eles em relatórios.

Com todos esses dados em mãos, você conseguirá entender de forma clara o que se passa no seu escritório e, a partir disso, traçar uma estratégia para garantir resultados melhores.

2º Defina metas específicas

Um dos maiores equívocos na hora de estabelecer metas é não traçar objetivos específicos. É muito comum que os advogados queiram “dobrar o número de clientes” ou “aumentar o faturamento do escritório”. É preciso, entretanto, que esses objetivos sejam mais específicos, estipulando prazos, valores, e que de que forma isso aconteceria.

Sua meta é aumentar o faturamento do escritório? Então, responda: Quanto seria o faturamento esperado? Para quando? É um valor viável? Perguntas semelhantes você deve fazer caso queira dobrar a clientela. Quantos clientes? Até quando? Qual o perfil de clientes vocês gostaria de conquistar?

Para que uma meta seja específica, você, advogado, precisa se perguntar exatamente onde quer chegar e de que forma chegará até ela. Isso ajuda a colocar a execução da ideia, ou objetivo, em prática. Isso, sim, é fazer um planejamento consistente.

3º Crie metas mensuráveis

Além de específicas e detalhadas, as metas devem ser mensuráveis. É preciso que você tenha meios para avaliar o desempenho de cada uma das ações. E, claro, ajustar a rota caso seja preciso. Sobre a análise das metas, no último artigo, a gente falou sobre o KPIs.

Para mensurar uma meta, você deve seguir algumas metodologias. Você deve nomear um advogado responsável para supervisionar a execução. Crie questionários ou planilhas para acompanhar o desenvolvimento do objetivo estabelecido.

E o software jurídico também pode ajudar bastante nesta etapa. Além de integrar todos os membros da sua equipe, os dados inseridos facilitam o acompanhamento global de tudo o que foi feito.

Vale ressaltar ainda que, para metas de longo prazo, a mensurabilidade é ainda mais importante. Afinal de contas, se tratam de metas mais ousadas que exigem um esforço maior para serem executadas. Além de perseverança e disciplina. Saber de que forma o cumprimento das metas está evoluindo é fundamental para ajustar as ações ou traçar objetivos ainda mais ousados.

4º As metas precisam ser tangíveis

Metas impossíveis só geram frustração, deixando toda a equipe desmotivada. Por isso, todas as metas traçadas devem ser viáveis de serem atingidas em um determinado período de tempo, considerando sempre os recursos disponíveis para isso.

Comece com metas menores, porém reais! Assim, você conseguirá se manter motivado, além de ter uma equipe engajada, jogando sempre junto com você. E à medida que você conquistar resultados melhores, conseguirá também mais envolvimento e incentivos. E sabe o que é melhor? As próximas metas também poderão ser ainda mais ousadas!

Muitos advogados acreditam que desafios maiores são capazes de motivar a equipe ainda mais. Muito pelo contrário! Esse tipo de comportamento gera um estresse e desnecessário. As pessoas podem acabar se sentindo intimidadas na hora de cumpri-las. Ter metas atingíveis são extremamente importantes. E os resultados são sempre decorrentes de pequenas ações. Por isso, no artigo em que falamos sobre KPIs, sugerimos que você traçasse um objetivo maior e pequenas metas que convergiriam para esse objetivo maior. As chances de ser bem-sucedido e conseguir o engajamento da sua equipe são bem maiores.

5º Priorize tarefas

Sempre existem pontos de melhoria em seu escritório de advocacia. E, olha, isso vale para qualquer tipo de negócio. E a evolução deve ser constante. Por isso, na hora de planejar, tenha clareza sobre a relevância de cada meta e defina as prioridades baseado nessa importância.

A relevância está diretamente ligada às necessidades do seu escritório. Para que elas sejam realmente prioritárias, elas devem trazer resultados e impactos imediatos ao escritório. Caso contrário, a meta em questão não deve ser considerada relevante.

6º Faça um cronograma

O tempo para atingir um determinado objetivo é outro quesito super importante na hora de se planejar uma meta. Mais do que definir um objetivo, você deve determinar em quanto tempo ele deve ser concluído.

Para isso crie um cronograma para cada atividade e/ou fase necessária para chegar à meta final. O cronograma pode ser mensal, anual ou diário. Isso vai variar do tamanho e dificuldade do objetivo a ser atingido. A definição do tempo, entretanto, é essencial. A temporalidade também é essencial para manter a equipe sempre determinada a cumprir as metas.

Qual o segredo para planejar metas na Advocacia?

Para planejar metas e, claro, ter sucesso com elas, é preciso ter clareza das necessidades do escritório de advocacia enquanto negócio. O objetivo de um bom planejamento é transformar essas necessidades em metas específicas, mensuráveis e tangíveis. Só assim você conseguirá transformá-las em realidade.

Você vai precisar de uma boa metodologia,  dados objetivos e uma equipe engajada para tomar decisões decisões. Por isso, é essencial contar com ferramentas tecnológicas capazes de traduzir dados em informações e assim planejar metas na advocacia com assertividade e eficiência.

E para automatizar o seu escritório de advocacia, entre em contato com a equipe do iProcessum. Com o nosso software, você conseguirá organizar todos os processos para cumprir os deadlines e atender o seu cliente com toda excelência.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Bitnami